Dando prosseguimento à análise de CDs de grupos independentes, aqui segue mais uma banda para vocês; a banda Overturn.
O CD da banda tem seis músicas; na verdade um Extended Play. Segundo informações, ficamos sabemos que foi uma gravação caseira. Para uma compilação caseira, até que se saíram bem. Mas vamos direto ao ponto. A parte instrumental foi bem trabalhada para dar a sensação do tipo de rock bem pesado que a banda toca. Um ponto a favor, pois as guitarras e a bateria mostraram uma condução bem firme em todo o álbum. Sem muito enfeite ou mesmo uma levada atrapalhada.

A primeira faixa “Vícios” me fez lembrar um pouco do Likin Park (música Faint), devido a entrada bem pesada da voz do rapaz. Nesse ponto, atrapalhou no entendimento da letra da canção. Consegue-se entender melhor quando o segundo vocal masculino e o feminino entram na canção. Já na música “Errar é humano”, a mensagem a ser passada já foi mais clara, e isso é importante quando se busca passar o verdadeiro conteúdo da música. Alguns detalhes da parte vocal prejudicaram a parte melódica.

Já na faixa “Não ser mais”, as guitarras mostram seu peso. Riffs bem colocados. As canções “O Preço” e “Enganoso Coração” têm uma letra que pode atingir diretamente os jovens.

No todo, o CD é cara de jovens que prezam pelo rock. Com efeito, alguns detalhes, como citado em linhas anteriores, afetaram o entendimento pleno de partes das músicas, mesmo sendo rock. Mas volto a ressaltar a parte instrumental como um ponto forte.

NOTA GERAL: 5,5